Escolas particulares em Hortolândia inovam em aulas on line durante Quarentena

Enquanto nas escolas públicas, os alunos retornaram as aulas essa semana, em algumas escolas particulares, as aulas a distância já vem acontecendo há semanas. Levantamento realizado pela Equipe de Jornalismo da TV Hortolândia listou as principais escolas particulares com ações imediatas para manter os alunos com conteúdo atualizado:

1 – Colégio PECTRUS
São Sebastião
Foi a primeira escola em Hortolândia a lançar plataforma digital com total interação com pais e alunos para execução das atividades propostas pelos professores.
2 – OBJETIVO 
Centro
Através do Portal da Rede de Escolas Objetivo, alunos recebem orientação para executar as atividades em casa.
3 – Unasp e Adventista  No Unasp a Educação infantil e o Ensino Fundamental I recebem vídeo aulas e atividades, postaras pelas professoras na plataforma E-Class.
O Ensino Fundamental II e o Ensino Médio seguem com o mesmo número de aulas, mas agora seus professores ministram aulas virtuais, na plataforma Zoom.
4 – ALTERNATIVO
Jardim Amanda
Maior escola particular do Jardim Amanda propõem realização das atividades por meio de salas digitais e com acompanhamento dos professores. 
5 – COLÉGIO COC
São Gabriel
Não informou sobre o que tem sido feito.
6 – ANGLO
Rosolém
Seguem as diretrizes da Rede Anglo de Escolas com aulas em plataforma própria.

Uma das escolas pioneiras que listamos foi o Colégio Pectrus. Em entrevista exclusiva à TV Hortolândia,  Vanessa Arseli, umas das coordenadoras do projeto afirmou “Quando nos demos conta de que teríamos que fechar o nosso prédio por tempo indeterminado, a primeira etapa foi reunir o nosso time de gestão (Gestor pedagógico, Gestor de Inglês, Gestor Financeiro e o Gestor de Tecnologia) para avaliarmos a viabilidade e os impactos de não pararmos as nossas atividades. Foi quando então o nosso time de gestão resolveu tomar uma decisão desafiadora: levar todas, exatamente todas as aulas, de todos os alunos, para o ambiente virtual”, destaca Vanessa Arseli.

O desafio seria migrar 100% do conteúdo das aulas presenciais, incluindo aulas de karatê, balé, inglês, música e educação física, para atender alunos de diversas idades e que, muitas vezes, não possuíam nem a fala totalmente desenvolvida, como no caso dos alunos de 1 a 2 anos de idade. O primeiro passo foi criar uma Biblioteca Virtual no Microsoft Sharepoint, que centraliza todo o conteúdo gerado, e classificar como seria a experiência do aluno de acordo com sua idade. Feito isso, iniciou-se o treinamento dos professores, que levou exatamente 2 dias. 

Vanessa afirma, entretanto, que não são poucos os desafios do Colégio por conta desse novo cenário em que 100% de seus alunos estão online. “Temos um time incrível de educadores que abraçou a ideia desde o início e nos ajudou a pousar esse avião. Hoje, um mês após essa mudança de paradigma, sinto que estamos começando a entrar em altitude de cruzeiro. Não sabemos ainda qual será a taxa de inadimplência a partir de agora. Mas estamos prontos para oferecer uma linha de crédito para os pais que são empresários e que foram afetados.”

Não estão nos planos do Pectrus até o momento reduzir o valor da mensalidade. O colégio alega que seus custos se mantiveram por conta do Covid-19, dado o investimento nas plataformas utilizadas, no treinamento dos profissionais e atividades diferenciadas e no delivery por conta da pandemia.

“Estamos comprometidos em manter 100% do nosso grupo de colaboradores durante esse período conturbado, sem redução salarial. Querendo ou não são 70 famílias que dependem de nós e das decisões que iremos tomar financeiramente e estrategicamente como instituição”, complementa Vanessa.

Todas as escolas em Hortolândia de alguma forma estão tentando adequar-se a uma experiência de aprendizado EAD perante a situação do surto do COVID-19. Ainda não há uma previsão para volta as aulas presenciais, mas enquanto isso, alunos e professores estão aproveitando para aprender uma nova experiência de ensino e aprendizado por meio da internet.

Direto da Redação

TV HORTOLÂNDIA

Comentários via Facebook