Procon de Hortolândia fiscaliza 155 comércios na cidade durante a pandemia

Em razão da pandemia do Coronavírus, o Procon (Programa de Defesa e Proteção do Consumidor) do município, órgão vinculado à cidade de Hortolândia, intensificou a fiscalização para coibir as práticas de preço abusivo ou de aumento injustificado de preço. De acordo com o órgão, até o momento, já foram fiscalizados 155 estabelecimentos comerciais da cidade, dos quais 55 supermercados, 54 farmácias, 2 escolas, 6 lojas de departamento, 2 açougues, 4 padarias e 34 depósitos de gás. 

De acordo com a diretora do órgão, Ana Paula Portugal Ferreira, foram multados 8 estabelecimentos, quatro destes por desobediência às notificações do órgão e quatro por aumento injustificado de preço. Em virtude da suspensão do atendimento presencial, o órgão realizou 349 atendimentos via WhatsApp. 

O consumidor pode entrar em contato com o órgão pelos telefones (19) 3819-1024, (19) 3965-1400, ramais 7034 e 7035, (19) 99979-5162 e (19) 99635-4208, estes dois últimos números são WhatsApp, ou pelo e-mail [email protected]. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.  

Caso o consumidor queira fazer uma denúncia, para que a mesma tenha validade, a diretora reforça a orientação que o consumidor precisa enviar as informações necessárias, tais como nome e endereço do estabelecimento, informações descritivas do produto (marca, peso, entre outras), imagens que mostrem o produto e o preço. Ao fazer a denúncia, o consumidor precisa ainda se identificar e informar dados pessoais. O órgão garante o sigilo da denúncia.

Comentários via Facebook