Conveniências dos postos de combustíveis de Campinas não poderão vender bebidas alcoólicas

As lojas de conveniências que ficam nos postos de gasolina de Campinas não poderão comercializar bebidas alcoólicas pelos próximos dias. A decisão vale à partir desta terça-feira (07 de julho), quando será publico o decreto municipal no Diário Oficial.

A medida foi anunciada pelo prefeito da cidade, Jonas Donizette, em uma live nesta segunda-feira (06 de julho) nas redes sociais.

Jonas explicou que as conveniências se transformaram em “pontos de encontro” e foram registrados chamados no telefone 153 da Guarda Municipal, além de relatos no formulário de denúncias do Pancadão.

O prefeito explicou ainda que a decisão visa restringir a aglomeração nos postos de combustíveis, considerando a necessidade de controlar a transmissão do novo coronavírus, Covid-19. A medida vale por 30 dias a contar da publicação em Diário Oficial, podendo ser prorrogada.

O estabelecimento que não cumprir a medida será multado e pode ser fechado, em caso de segunda reincidência. A multa inicial é de R$ 1.446,44 (400 unidades fiscais de Campinas, UFICs) e dobra em caso de reincidência, passando para R$ 2.892,88. No terceiro flagrante o fechamento é imediato e perdurará até o fim da quarentena.

Comentários via Facebook