Região de Campinas tem 40 pacientes internados no Hospital de Campanha do Ibirapuera

Foto: Govesp

Desde o dia 08 de julho pacientes da região de Campinas e da região de Piracicaba podem ser transferidos para o Hospital de Campanha do Ibirapuera, na capital paulista. A medida visa suprir as necessidades de internação da região, que estava com números altos na taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Segundo a atualização da Secretaria de Saúde do Estado, feita ontem (13) às 18h33, o Hospital do Ibirapuera contava com 40 pacientes da região de Campinas internados na unidade; outros três pacientes da região de Piracicaba também estão hospitalizados na unidade.

A pasta não informou as cidades nem o perfil de cada paciente; tampouco se há pacientes de Hortolândia.

Cabe mencionar que o Departamento Regional de Saúde da região de Campinas abrange as cidades de Águas de Lindóia, Americana, Amparo, Artur Nogueira, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Cabreúva, Campinas, Campo Limpo Paulista, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Joanópolis, Jundiaí, Lindóia, Louveira, Monte Alegre do Sul, Monte Mor, Morungaba, Nazaré Paulista, Nova Odessa, Paulínia, Pedra Bela, Pedreira, Pinhalzinho, Piracaia, Santa Bárbara d’Oeste, Santo Antônio da Posse, Serra Negra, Socorro, Sumaré, Tuiuti, Valinhos, Vargem, Várzea Paulista e Vinhedo.

Já a regional de Piracicaba abrange os municípios de Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro.

Em nota, a Secretaria de Saúde informa ainda que: “A internação é indicada especificamente aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com atendimento nos hospitais mais complexos, para tratamento em leito de enfermaria ou UTI, com suporte clínico de acordo com a necessidade específica”.

Por fim, a pasta informa que: “A regulação intermunicipal é rotina no SUS. Eventuais transferências inter-hospitalares e intermunicipais de pacientes serão feitas se e quando houver necessidade, pela Cross, sistema online que funciona 24 horas por dia e que verifica vagas disponíveis em hospitais do SUS em SP”.

Comentários via Facebook