Advogado diz que GMs mentiram sobre agressões: “ação desastrosa”

Fonte: Divulgação/Prefeitura de Hortolândia

Uma ação de fiscalização dos fiscais de Hortolândia em parceria com a Guarda Municipal de Hortolândia acabou na delegacia na noite de domingo (26) em Hortolândia. Segundo a versão dos guardas e da administração municipal, a equipe se deslocou ao local para interromper uma festa com cerca de 50 pessoas que acontecia no bairro Chácaras Fazenda Coelho.

Ainda segundo a Prefeitura, os agentes foram agredidos com ataques de garrafas, cadeiras e faca, um dos GMs teve a mão fraturada e um dos carros da corporação foi danificado.

Por fim, a administração municipal diz que os agressores responderão criminalmente por lesão corporal, ameaça, dano ao patrimônio público e infração contra o código sanitário e que a chácara foi lacrada e o proprietário multado nos valores de R$ 5.300,00 pela Vigilância Sanitária e R$ 3.554,00 por perturbação ao sossego.

O advogado de defesa da família, no entanto, nega as acusações. Em nota, ele diz que dez pessoas de uma mesma família comemoravam o aniversário de 3 anos do filho de um dos moradores do local. e que a GM foi ao local após uma denúncia de aglomeração e foi recebida pelo proprietário. Quando um dos familiares fechou o portão os GMs adentraram o local e “passaram a agredir os moradores sem ninguém reagir ou revidar a injusta agressão sofrida”.

Leia a nota na íntegra, que desmente as acusações e avalia a ação da Guarda Municipal como “desastrosa”:

“Os familiares estavam comemorando o aniversário de 3 anos do filho de um dos moradores do local e estavam em 10 pessoas todos da mesma família. Ouve uma denúncia de aglomeração e a GM chegou no local sendo recebida pelo proprietário e quando um familiares fechou o portão os GMs adentraram e passaram a agredir os moradores sem ninguém reagir ou revidar a injusta agressão sofrida. Os GMs mentiram inventaram que houve agressão por parte do moradores e que usaram faca, pedra e garrafas também é mentira ninguém usou faca nenhuma e muito menos lançaram pedra e garrafas. Do mesmo modo além de serem agredidos injustamente ainda atiraram na barriga do morador pai da criança que esta fazendo aniversário e que levou 10 pontos no local do ferimento e ou outro teve a cabeça atingida por um cassetete abrindo um corte profundo fora isso um dos GMs deu um soco no olho do Sr. Raimundo que corre o risco de perder a visão e se encontra internado. O mesmo GM que desferiu o soco acabou se machucando diante da força usada e falou que sofreu agressão pelos moradores o que também é mentira, pelos vídeos é possível verificar que em momento algum os familiares agrediram ou se quer reagiram as agressões sofridas com a invasão do domicílio onde ocorreria a confraternização. O GM Moraes tomou o celular das mãos do morador e pisou em cima quebrando, só por que estava filmando. Alem de tudo isso quebraram móveis da residencia e jogaram a comida no chão. Foi uma ação desastrosa cometida pela GM de Hortolândia.

Por fim a cadeira que levaram foi quebrada pelos próprios GMs, a barra de cano é da cama elástica que as crianças estavam brincando e levaram uma faca que estava na churrasqueira longe do ocorrido, tudo isso para tentar justificar a ação falha e alegar que foram agredidos o que também não passa de mentiras e as filmagens irão comprovar os fatos.

Dr. Luis Teixeira – advogado

Comentários via Facebook