Via que ligará viaduto na SP-101 ao Corredor Metropolitano passa por terraplanagem

Foto: Divulgação/Prefeitura de Hortolândia

Hortolândia terá, em breve, uma nova entrada para a cidade na Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), próximo ao km 5. A Prefeitura acompanha as obras, em execução pela concessionária Rodovias do Tietê, que seguem em ritmo acelerado. Nesta sexta-feira (31/07), termina a concretagem da laje do novo viaduto e iniciam os trabalhos de terraplanagem para a nova via, que fará a ligação ao Corredor Metropolitano. Por meio do viaduto, será possível acessar a nova entrada de Hortolândia ou seguir do Corredor Metropolitano para a SP-101, nos sentidos Campinas e Monte Mor.
 
A próxima etapa da obra contempla a instalação de barreiras de proteção e os acabamentos para, posteriormente, ser realizada a pavimentação. O objetivo com a implantação do novo viaduto é abrir novos caminhos para melhorar o fluxo dos veículos, interligando novas regiões da cidade e, também, com outros municípios.
 
A nova estrutura servirá como alça de acesso complementar à obra do Corredor Metropolitano, de responsabilidade da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). No município, o Corredor Metropolitano já está em fase final de implantação. Nesta sexta-feira (31/07), são realizadas obras para implantação do asfalto no último trecho do Parque Peron.

Corredor Metropolitano

A obra de implantação do Corredor Metropolitano em Hortolândia chega às proximidades da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), no bairro Chácaras Nova Boa Vista, trecho onde a via expressa se unirá à alça de acesso em construção no km 5 da Rodovia. Os bairros da região do Parque Peron, como Chácaras Nova Boa Vista, Jardim Novo Ângulo e Jardim Nova América, serão a nova entrada da cidade.
 
Os veículos que chegarem a Hortolândia por aí passarão por este caminho até acessar a Ponte da Esperança (Estaiada), construída pela Prefeitura para integrar as regiões da cidade. No futuro, o Corredor Metropolitano integrará toda a região, por meio de um viário expresso, desde Americana, passando por Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, até Campinas.
 
As obras complementares ao Corredor Metropolitano fazem parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), implantado pelo prefeito Angelo Perugini para estimular o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. O programa prevê mais de 100 obras e serviços, em diversas áreas. Para estas intervenções, o município conta com recursos financeiros da iniciativa privada, dos governos estadual e federal, sendo que a principal fonte de recursos é um financiamento junto ao banco internacional CAF.

*Com informações da Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook