Hortolândia e região de Campinas tem “probabilidade muito grande” de avançar para a fase amarela, diz secretária

Foto: Governo do Estado de São Paulo

A secretária de Desenvolvimento Econômico do estado de São Paulo, Patricia Ellen, disse em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (03 de agosto) que a região de Campinas tem uma “possibilidade grande” de avançar para a fase amarela do Plano SP de flexibilização da quarentena.

Patricia citou a queda nos índices de óbitos e internações na região: “A gente mencionou na reclassificação da semana passada já uma melhora expressiva de Campinas também, que tinha apresentado uma redução de internação de 4%, estava com uma ocupação média de leitos de 73,3%. Hoje os dados estão melhores, então a média corrida aqui dos últimos sete dias, Campinas já está com uma ocupação de 68,5%, continua tendo queda de internação, mas a queda mais expressiva foi também no número de óbitos, que diminuiu 8% com relação a semana anterior”.

Sobre o possível avanço de toda a região de Campinas, Patricia disse: “Se essa tendência se mantiver até sexta-feira, que é quando a gente vai ter a reclassificação, existe uma probabilidade muito grande, de fato, de Campinas avançar de fase e nós estamos na torcida, obviamente, que a região, o prefeito Jonas Donizette, continuem fazendo seu trabalho de gestão, de acompanhamento, seguimento dos protocolos, porque é isso que tem trazido os bons resultados até esse momento”.

Caso a região avance, de fato, para a fase amarela do Plano SP, o comércio e os shoppings poderão passar a atender por até 6 horas diárias (atualmente são 4 horas), além de estender a capacidade de atendimento para 40% (na fase laranja são 20%). No caso dos shoppings, as praças de alimentação também poderão voltar a funcionar (ao ar livre ou em áreas arejadas).

Com relação aos restaurantes e bares, na fase amarela o funcionamento é permitido ao ar livre ou em áreas arejadas, com 40% da capacidade e horário reduzido de apenas 6 horas (com atendimento presencial somente até as 17h).

Os salões de beleza e barbearias podem funcionar, na fase amarela, com 40% da capacidade, horário reduzido de 6 horas diárias e adoção de protocolos de higiene.

Ainda são permitidas na fase amarela as academias de esporte e ginástica, com capacidade limitada a 30%, agendamento de horários, horário reduzido de apenas 6 horas. As aulas em grupo também ficam suspensas.

Comentários via Facebook