Moradores reclamam de queimadas em terreno do Jardim Santa Clara do Lago II

Foto: Lucas Fernando/Arquivo Pessoal

As queimadas ilegais em um terreno da Rua José Alves Pereira estão indignando os moradores do Jardim Santa Clara do Lago II em Hortolândia. Entre as principais reclamações dos vizinhos está a falta de providências por parte da Prefeitura da cidade.

Na tarde de ontem (10) houve mais um dos incêndios ilegais no local, sendo o segundo no período de pandemia. O Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência e apagou o fogo, que se aproximou de um condomínio de prédios. 

Moradores do local registraram as cenas e enviaram para a TV Hortolândia.

Foto: Étore Benetti/Arquivo Pessoal

Entre as principais reivindicações dos vizinhos do local está a de que a Prefeitura recebe denúncias formais sobre o terreno baldio, mas se nega a informar os proprietários e a tomar providências sobre o local.

A Prefeitura de Hortolândia foi questionada e nos enviou uma nota, mas não respondeu sobre o terreno citado na matéria nem se alguma providência será tomada. Leia a nota na íntegra:

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, informa que realiza, intensivamente, o monitoramento das queimadas no município. A fiscalização percorre, diariamente, toda a cidade, principalmente as áreas de maior incidência de queimadas. Também são realizados trabalhos orientativos junto aos munícipes para que não pratiquem crimes ambientais e procurem os locais corretos para o descarte de resíduos, como entulho e material orgânico. O descarte irregular contribui para a formação de queimadas.

Também está em andamento na cidade a “Operação Estiagem”. A ação, realizada pela Defesa Civil do município, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, vai até o dia 31 de setembro. O objetivo é evitar e monitorar queimadas em áreas verdes e espaços públicos do município. O trabalho está em vigor desde o início de maio. A atenção para evitar os focos de queimadas é redobrada neste período, a época mais seca do ano, com baixos índices de umidade relativa do ar e de chuvas na região. Quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental pode denunciar, enviando fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde. Para baixar o aplicativo, basta fazer o download gratuito nas plataformas Google Play ou App Store do smartphone. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

Comentários via Facebook