Postos de combustíveis de Hortolândia e Sumaré são autuados pelo Ipem-SP

Foto: Diogo Moreira/A2IMG

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) divulgou nesta terça-feira (11) a relação dos postos autuados durante a Operação “Olhos de Lince”, deflagrada em julho nas cidades de Hortolândia, Sumaré, Piracicaba, Bragança Paulista, Ferraz de Vasconcelos e Suzano.

O objetivo das fiscalizações é realizar a identificação de fraudes em bombas de combustíveis. O posto em que foram identificadas irregularidades tem um prazo de dez dias para apresentar defesa; as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

Segundo o instituto, em Hortolândia foram fiscalizados postos dos bairros Chácaras Acaraí, Jardim Amanda e Jardim das Paineiras. Na cidade de Sumaré a fiscalização ocorreu em estabelecimentos do Jardim Nova Terra, Matão, Parque Yolanda e Jardim Primavera.

Das 26 bombas do Auto Posto Garateia, do Jardim das Palmeiras em Hortolândia, três foram reprovadas. Segundo o Ipem-SP as bombas forneciam cerca de 160 a 180 mL de combustível a menos ao consumidor para cada 20 litros.

No Auto Posto Emílio Bosco, em Sumaré, foi encontrada uma bomba que fornecia até 120 mL a menos para cada 20 litros pagos pelo consumidor. Já no Auto Posto Cidade Orquídea, no Jardim Primavera, cinco mangueiras das bombas apresentavam mau estado de conservação e foram reprovadas pelo Instituto.

A lista completa dos postos fiscalizados pode ser acessada neste LINK.

O Ipem-SP é uma autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo e órgão delegado do Inmetro. Com uma equipe de fiscalização formada por especialistas e técnicos, realiza diariamente, em todo o Estado de São Paulo, operações de fiscalizações rotineiras em balanças, bombas de combustíveis, medidores de pressão arterial, taxímetros, radares, capacetes de motociclistas, preservativos, cadeiras de carro para crianças, peças de roupa, cama, mesa e banho, botijões de gás, entre outros materiais. É seu papel também proteger o consumidor para que este leve para casa a quantidade exata de produto pela qual pagou. Quem desconfiar ou encontrar irregularidades pode recorrer ao serviço da Ouvidoria, pelo telefone 0800 013 05 22, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para: [email protected].

Comentários via Facebook