INSS fará prova de vida por biometria no celular

Foto: Agência Brasil/Arquivo

A partir desta quinta-feira (20), o INSS inicia um projeto-piloto para prova de vida dos beneficiários por biometria facial. Nesta primeira etapa, devem participar 500 mil aposentados e pensionistas de todo país.

O Instituto vai entrar em contato com os segurados por meio de mensagens pelo aplicativo Meu INSS, pelo telefone 135 e por e-mail. A maioria será de aposentados que já deveriam realizar a prova de vida.

A prova será feita por reconhecimento facial usando a câmera do celular através dos aplicativos Meu INSS ou Meu Gov.br. Neste primeiro momento, o ícone da prova de vida digital estará disponível apenas para os beneficiados escolhidos. Eles vão precisar ter um celular smartphone com câmera frontal para realizar a comprovação.

O INSS usará o banco de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) para realizar a biometria facial. Assim, serão escolhidos os segurados que tenham carteira de motorista e título de eleitor para o projeto-piloto.

A proposta busca evitar que os beneficiados precisem ir às agências do INSS para realizar a prova de vida. Essa comprovação deve ser realizada anualmente de forma obrigatória para os segurados que recebem o benefício por conta corrente, conta poupança ou cartão magnético, evitando fraudes e pagamentos indevidos.

A prova de vida está suspensa até setembro devido à pandemia do novo coronavírus.

*Com informações da Radioagência Nacional

Comentários via Facebook