Campinas poderá retomar as aulas presenciais na rede municipal em outubro

Foto: Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas

O prefeito Jonas Donizette anunciou nesta segunda-feira, dia 31 de agosto, que a retomada das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas de Campinas poderá ocorrer a partir do dia 7 de outubro. As escolas estão fechadas desde o dia 23 de março por causa da quarentena para frear o avanço do novo coronavírus. Também participaram do anúncio, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, os secretários municipais de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer, e de Saúde, Carmino de Souza.

“Esse movimento de volta às aulas ainda depende de duas avaliações que faremos nos dias 15 e 30 de setembro”, adiantou o prefeito, explicando que é uma previsão inicial, a partir do Plano São Paulo de retomada gradual das atividades na pandemia. “O retorno das aulas depende do Estado de São Paulo e não apenas de Campinas. Se 80% dos municípios não estiverem na fase amarela há 28 dias, não retorna”, acrescentou o secretário de Saúde.

As escolas estaduais e particulares que têm Ensino Fundamental são regidas pelo Estado e dependem de autorização do governo de São Paulo para a volta. No entanto, a previsão é de que o retorno também possa ser realizado a partir de 7 de outubro.

A retomada das aulas presenciais será de forma gradativa. Na Educação Infantil, em primeiro momento, voltam crianças de 4 e 5 anos. Enquanto no Ensino Fundamental da rede municipal, retornam os alunos dos 5º e 9º anos. Os alunos da Educação Especial não deverão retornar na primeira etapa.

Consulta aos pais

O prefeito Jonas Donizette também anunciou que Campinas realizará uma consulta aberta aos pais dos alunos sobre a retomada do ensino presencial nas escolas municipais.

A partir de amanhã, terça-feira, 1º de setembro, estará aberta uma consulta pública na página da Prefeitura. Em um formulário online, os pais de alunos da Rede Municipal de Ensino de Campinas poderão informar se concordam ou não com a volta às aulas e se pretendem enviar seus filhos às aulas presenciais. 

“O retorno é facultativo e os pais que optarem por não enviar seus filhos, não terão o ano letivo prejudicado. Os alunos continuam recebendo os conteúdos por meio da plataforma digital, por meio das próprias escolas e da TV Câmara”, explicou a Secretária de Educação, Solange Pelicer.

O prefeito Jonas Donizette explicou que, para a volta às aulas presenciais, os profissionais da Educação, professores e funcionários, serão testados.

Protocolos

Para o retorno às aulas presenciais, a Secretaria Municipal de Educação de Campinas, seguindo as orientações da Vigilância Sanitária, estabeleceu vários protocolos.

  • –  Todos os alunos da educação infantil, assim como os profissionais da área, deverão apresentar a carteira de vacinação atualizada, principalmente, com a dose recente da vacina contra a gripe (influenza).
  • – Para garantir a segurança dos alunos e profissionais, as escolas serão higienizadas várias vezes ao dia, incluindo a limpeza das carteiras e maçanetas, entre outros.
  • – As carteiras serão disponibilizadas com distância de 1,5 metros, entre uma e outra.
  • – Cada aluno do Ensino Fundamental, EJA e ensinos de Qualificação Profissional e Profissionalizante receberá kits contendo máscaras, álcool gel e uma garrafa de água individual.
  • – Na entrada da escola, os alunos terão que aferir a temperatura corporal, higienizar as mãos e as mochilas.

*Com informações da Prefeitura de Campinas

Comentários via Facebook