Obra de novo viaduto na SP-101 custou R$ 8,4 milhões e gerou 80 empregos diretos

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria entregou na terça-feira (29) o novo viaduto de acesso a Hortolândia no km 5 da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101). A obra foi conduzida pela concessionária Rodovias do Tietê, sob a regulação da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), com apoio da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

“Ao longo de toda a pandemia, São Paulo não parou. As obras não pararam, continuamos tudo e o resultado aqui está. Estamos inaugurando um conjunto de obras aqui no km 5 da rodovia SP-101. Esse acesso vai agilizar o processo de interligação e ainda é uma obra que vai embelezar a rodovia. Todos ganham: os municípios, os munícipes e os que utilizam a rodovia para logística, transporte, lazer e outras atividades. A liberação do tráfego é imediata e Hortolândia ganha, assim, um novo acesso”, afirmou o Governador durante a solenidade.

Com investimentos de R$ 8,4 milhões, o novo viaduto fará ligação entre Hortolândia, os Corredores Metropolitanos de Transportes de Campinas e Hortolândia e a Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), principal via de ligação com Campinas. O novo acesso vai ajudar a reduzir o volume de tráfego rodoviário em Hortolândia, amenizando a sobrecarga de trânsito nas vias principais da cidade.

“Essa é uma obra muito aguardada pelos usuários e munícipes, que vai contribuir para a melhoria da mobilidade na interligação à cidade. Foram vários estudos para adequação do projeto, com o objetivo de entregar um sistema que facilite o desenvolvimento da região”, disse o Secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Neto.

Executada em dois anos, a obra gerou aproximadamente 80 empregos diretos e 100 indiretos. “O programa de concessão tem papel impulsionador na melhoria das cidades. Além de oferecer mais segurança e conforto aos usuários das rodovias, as obras geram empregos e crescimento para as cidades”, reforçou Milton Persoli, diretor-geral da Artesp.

O dispositivo de entroncamento com elevado e alças de acesso possui 130 metros de extensão e pista de sentido duplo, com faixas de rolamento com 3,50 metros. Pelo local, a média diária de tráfego é de 55 mil veículos.

*Com informações do Governo de SP

Comentários via Facebook