Busca por criadouros do mosquito da Dengue acontece em cinco bairros de Hortolândia

Foto: Prefeitura de Hortolândia

Todo cuidado é pouco com o mosquito Aedes aegypti. É por isso que a Prefeitura de Hortolândia continua firme com o trabalho casa a casa em várias regiões da cidade para combater o inseto transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza visitas a residências nas regiões do Jardim Sumarezinho, Jardim Santa Emília, Jardim Amanda, Jardim Santana e Remanso Campineiro.

Na ação, os agentes orientarão moradores e distribuirão material explicativo. Além disso, farão busca ativa de possíveis criadouros do mosquito. Caso seja constatada a existência de focos, eles serão eliminados. O veterinário da UVZ, Evandro Alves Cardoso, salienta que, se forem encontradas larvas do Aedes aegypti, os agentes farão coleta e contagem destas para identificação em laboratório. A Prefeitura solicita que a população receba os agentes e os deixe entrar em suas casas. Eles estão identificados com uniforme e crachás.

Neste ano, até o momento, de acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, o município registra 2.587 notificações de Dengue, das quais 1.012 casos positivos, 1.501 casos negativos, 74 aguardando resultado e 1 óbito.

A Prefeitura salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao mosquito Aedes aegypti. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do Aedes aegypti.

Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas.

*Com informações da Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook