Motoristas pedem melhorias na Rodovia Virgínia Viel; acidente na via matou duas pessoas

Foto: Polícia Militar Rodoviária

Usuários da Rodovia Virgínia Viel Campo Dall’Orto (SPA 115/330), em Sumaré, reclamam das condições da via. A estrada é a principal ligação entre a Rodovia Anhanguera (SP-330) e a região central da cidade.

Na tarde da última quinta-feira (22/10), duas pessoas morreram em um grave acidente na rodovia: o gerente da Secretaria de Serviços Urbanos de Sumaré, Rildo José Sanches; e a enfermeira do Caism da Unicamp, Juliana Ribeiro de Lima.

Imagens das câmeras de segurança de uma loja que fica às margens da rodovia mostram o momento da colisão: o carro de Juliana, um Renault Clio que seguia no sentido Anhanguera, perde o controle, atravessa o canteiro central e invade o sentido contrário da via.

O veículo só parou após colidir violentamente, de frente, com o carro de Rildo, um GM Onix. Um terceiro veículo, Hyundai Tucson, vinha atrás de Rildo mas conseguiu desviar para o canteiro central. Juliana e Rildo morreram no local.

As queixas dos motoristas são constantes, eles pedem melhorias no trecho, como a colocação de guard-rail e radares. Além disso, em dias de chuva, os condutores relatam que são frequentes os pontos em que a água acumula nas curvas, provocando a aquaplanagem.

O Departamento de Estradas e Rodagem (DER), responsável pela manutenção da rodovia, informou em nota que a rodovia recebe serviços de conservação e manutenção constantes e que, em abril deste ano, foi feita a revitalização da sinalização e a reposição das tachas nos bordos e eixos da via.

O departamento informou que estuda instalar defensas metálicas no local, mas é importante que os motoristas respeitem o limite de velocidade do local. Sobre o acúmulo de água, o DER informou que fez serviços para sanar o problema mas vai realizar uma nova avaliação.

Comentários via Facebook