Polícia corrige informação e diz que assassino do ator Rafael Miguel não foi preso

Foto: Reprodução

A Polícia Civil corrigiu a informação de que Paulo Cupertino Matias, principal acusado de matar o ator Rafael Miguel e os pais dele em 2019, teria sido preso. Inicialmente, a informação era de que Cupertino tinha sido encontrado e preso no interior do Paraná, mas o empresário continua foragido.

O crime aconteceu em junho de 2019 na capital paulista e desde então Cupertino está foragido. Nesta semana a Polícia Civil descobriu que o empresário fez uma nova identidade, com o nome de “Manoel Machado da Silva”, com uma certidão de nascimento falsa. O documento foi feito na cidade de Jataizinho (PR).

O endereço dado por Cupertino para a emissão do documento é da cidade de Ibiporã (PR). A identidade falsa contava ainda com nomes diferentes dos pais dele e teria como origem a comarca de Rio Brilhante (MS).

Cupertino é acusado de atirar 13 vezes contra o ator Rafael Miguel e seus pais, João Alcisio Miguel (52) e Miriam Selma Miguel (50). O empresário não aceitava o relacionamento de sua filha com o ator.

Rafael Miguel ficou conhecido nacionalmente após interpretar o personagem Paçoca na novela Chiquititas, do SBT.

Comentários via Facebook