Candidato a vereador é assassinado na noite da apuração dos votos em Sumaré

Foto: Reprodução/Facebook

O candidato a vereador de Sumaré Edmar Santana (Patriota) foi assassinado na noite de domingo (15 de novembro) em uma adega, que pertence ao tio dele, no bairro Parque dos Ipês. Ele acompanhava a apuração dos votos na cidade, mas por conta do atraso decidiu ir à adega do familiar.

O candidato estaria em uma mesa acompanhado do tio quando um homem teria entrado no comércio e, sem dizer nada, deu dois tiros na nuca de Edmar. Um dos tios da vítima se assustou e também foi baleado pelo atirador. O suspeito do crime andava a pé e cobria o rosto com uma camiseta.

Edmar não resistiu e morreu, o tio dele está internado em estado gravíssimo. O suspeito do crime fugiu. Câmeras de segurança próximas ao local podem ajudar na investigação, que será feita pela Polícia Civil.

Edmar Santana tinha 37 anos e era proprietário de uma barbearia no bairro, era casado e deixou duas filhas. O candidato obteve 269 votos na eleição municipal.

ATENTADOS

Esse é o segundo atentado contra candidatos a vereador da cidade em menos de uma semana. Na quinta-feira (12 de novembro), o guarda-municipal e comandante da ROMU da cidade, Ednelson Peixoto (PSB), também foi baleado.

Comentários via Facebook