Linha de ônibus suspensa na pandemia gera superlotação constante em Hortolândia

Muitos passageiros da linha de ônibus 697, que faz o trajeto intermunicipal entre as cidades de Campinas e Hortolândia, reclamam de superlotação no transporte público após a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) suspender uma linha no início da pandemia da Covid-19.

O coletivo 703 BI1 circulava pela região do bairro Jardim Santa Fé, em Hortolândia, e seguia até Campinas para evitar lotação na linha 697. No entanto, quando começou a quarentena, o transporte foi suspenso. Apesar do comércio ter sido retomado, a linha não foi reativada.

Um abaixo-assinado foi feito e enviado para a prefeitura com o intuito de resolver o problema. 

A EMTU afirmou, em nota, que está monitorando a situação dos ônibus desde o início da quarentena devido à oscilação da demanda, e que, dependendo da necessidade, frotas podem ser acrescentadas.

Já a prefeitura confirmou o recebimento do abaixo-assinado e reforçou que mantém diálogo com a concessionária para que a oferta de transportes atenda de maneira satisfatórias a todas as regiões.

 

Informações do Portal G1 Campinas/EPTV
Comentários via Facebook