Campinas tem seringas e agulhas para vacinar toda a população contra a Covid-19, diz prefeito

Foto: Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas

Campinas já está preparada com sua estrutura de equipamentos e materiais para quando a vacina contra o novo coronavírus puder ser disponibilizada. A informação foi passada pelo prefeito Jonas Donizette durante live nas redes sociais nesta sexta-feira, dia 4 de dezembro.

O prefeito contou que todos os passos necessários, e de responsabilidade do município, já foram dados. “Campinas tem seringas e agulhas para aplicar a vacina em toda a nossa população. Também trocamos toda a nossa rede de ‘frio’. Não haverá problema de conservação da vacina”.

Sobre a preparação do município para o enfrentamento da pandemia, também será apresentado, em breve, um novo plano de contingência feito por um comitê intersetorial. O documento está em seus últimos ajustes.

Recursos
Os recursos para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 disponibilizados pelo Governo Federal poderão continuar nos municípios após o final deste ano. Essa foi outra novidade anunciada pelo prefeito durante a transmissão. Segundo ele, essa decisão assegura que as prefeituras não precisem devolver os recursos que não foram utilizados este ano. Eles poderão ser aplicados em 2021 sem que os novos prefeitos (ou reeleitos) precisem enfrentar um novo processo burocrático.

“Os recursos ficarão nas cidades e vão premiar aquelas que os utilizaram com mais eficiência, com moderação e parcimônia como Campinas. Teremos recursos para continuar fazendo as ações necessárias”, disse Jonas Donizette.

Ainda sobre verbas vindas de outras instâncias governamentais, o secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, contou que Campinas recebeu uma quantidade grande de materiais do governo federal e do Estado. “Estamos superabastecidos em equipamentos de proteção individual e com mais de 90% da nossa cesta de medicamentos completa.”

Leitos para pacientes Covid-19
Na transmissão, Souza também abordou o número de leitos que estão sendo mobilizados para pacientes com a Covid-19. “Dez novos leitos foram abertos no Hospital Ouro Verde, que contará agora com 30 leitos de UTI-Covid, e o Hospital Mário Gatti já tem outros 10 leitos”, disse.

As parcerias com hospitais privados também serão mantidas: “Faremos a prorrogação de todos os contratos emergenciais ainda vigentes e uma licitação na próxima semana para credenciamento de novas instituições. Vamos fazer isso com inteligência logística. Não podemos colocar uma grande quantidade e não usar e também não pode faltar leito. Temos de nos mover de forma a garantir a estabilidade do sistema”.

Ainda sobre a pandemia, o secretário de Saúde deixou um pedido aos jovens, um grupo que concentra grande número de casos confirmados do novo coronavírus. “Fazemos um apelo para que os jovens se cuidem, para que não levem o vírus para casa. A transmissão domiciliar passou a ser a preferencial. Entendemos o cansaço das pessoas, mas estamos tão perto da vacina, vamos tentar aguentar mais um pouco”.

Com informações da Prefeitura de Campinas

Comentários via Facebook