Prefeitura de Hortolândia orienta população sobre cuidados para evitar a Leptospirose

Com a chegada da época de chuvas, a população deve tomar cuidados para evitar uma doença grave: a Leptospirose. A doença é causada pela bactéria Leptospira, que é eliminada na urina de roedores, principalmente ratos. Por isso, a Prefeitura de Hortolândia orienta as pessoas a evitar transitar em áreas alagadas com água de chuva, que pode estar contaminada com a bactéria. A transmissão da doença se dá pelo contato direto com a água de chuva ou com a lama. 

De acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, os principais sinais e sintomas da doença são febre, dor de cabeça, dores no corpo, principalmente na região lombar e panturrilhas, náusea, vômito, diarréia, tosse e olhos avermelhados e doloridos. 

Caso a pessoa apresente estes sintomas, deve procurar atendimento na UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de casa e relatar que teve contato com água de enchente. A Leptospirose é uma doença que tem cura por meio de tratamento com medicamento fornecido pela rede pública de saúde. Portanto, o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o município registra, neste ano, quatro casos positivos. Os pacientes já se recuperaram e estão em boas condições de saúde.

CUIDADOS SIMPLES

Em razão da Leptospirose ser transmitida pelo contato com a urina de rato, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, orienta a população a tomar cuidados simples para evitar a presença destes animais em casa. De acordo com a médica veterinária do órgão, Tosca de Lucca Benini Tomass, uma das medidas é evitar o acúmulo de entulho ou materiais inservíveis na área externa da casa, pois podem servir de abrigo para os ratos. 

A especialista ainda ressalta que os moradores devem verificar e vedar lugares da casa que possam servir de entrada para os ratos, como frestas em portas, paredes, janelas, forros e telhado.

Outro item que merece cuidado é o lixo. A veterinária Tosca de Lucca Benini Tomass orienta que os moradores devem deixar os resíduos bem acondicionados em tambor com tampa feita de material pesado para evitar que os roedores possam entrar. Outra medida importante é recolher potes com ração para cachorros e gatos, pois estes alimentos podem atrair os ratos.

Por falar em alimentos, a cozinha é outro local que merece atenção. A veterinária ressalta que as pessoas devem evitar deixar louça suja na pia e guardar frigideira com óleo dentro do forno. Estas situações também podem atrair ratos. Os alimentos devem estar armazenados em recipientes bem fechados em armários ou na geladeira. Caso o morador encontre alimentos roídos, estes devem ser descartados. “Se o morador encontrar vestígios de presença de rato na casa, ele deve fazer a higienização com uma solução de água com água sanitária e usar luvas impermeáveis e calçado fechado”, orienta a veterinária Tosca de Lucca Benini Tomass.

 

  • Informações do site da Prefeitura de Hortolândia
Comentários via Facebook