Rumo entrega projeto final de viaduto sobre a linha férrea na região central de Hortolândia

Foto: Prefeitura de Hortolândia

O prefeito Angelo Perugini recebeu, na manhã desta quarta-feira (16/12), da empresa Rumo Logística o projeto final das obras do viaduto sobre a linha férrea na Vila Real. A reunião, realizada no Paço Municipal “Palácio das Águas, contou com a presença dos secretários Sérgio Torrecilas (Obras); Atílio André Pereira (Mobilidade Urbana); Carlos Augusto César, o Cafu (Governo) e Carlos Roberto Prataviera Júnior (Planejamento Urbano e Gestão Estratégica), bem como do gerente de Relações Governamentais da Rumo, Rodrigo Verardino De Stéfani.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, um total de 20 mil veículos, aproximadamente, trafegam por dia por este trecho de passagem em nível. A obra do viaduto sobre a linha férrea, que unirá as avenidas Santana (Jd. Amanda) e São Francisco de Assis (Vila Real), facilitará o acesso entre essas regiões da cidade, melhorando o trânsito de veículos e evitando acidentes entre veículos e trens.

Hortolândia será um dos municípios beneficiados com as obras de renovação antecipada da concessão da Malha Paulista. De acordo com a Rumo, a empresa fará um investimento de R$ 6 bilhões ao longo dos próximos anos de concessão, o que gerará mais de 130 mil empregos diretos e indiretos, beneficiando mais de 72 cidades em todo o estado.

Na reunião anterior, entre Prefeitura e Rumo, no dia quatro de novembro, anunciou-se o início dos trabalhos de topografia, ciência que estuda as características naturais ou artificiais da superfície de um terreno, etapa prévia à realização das obras do viaduto sobre a linha férrea na Vila Real.

Na ocasião, o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio Pereira, afirmou que a realização da obra representa uma “conquista” para Hortolândia. “A parceria com a Rumo é importante para melhoramos, ainda mais, a mobilidade urbana na Região Central. Com a construção do viaduto, integraremos avenidas importantes da cidade com grande circulação de veículos, facilitando o tráfego e, além de tudo, contribuindo com a segurança viária. Uma cidade com viário moderno atrai investimentos e desenvolvimento”, explica Pereira.

Conquista histórica para a população

A construção de um viaduto sobre a linha férrea na região da Vila Real é uma luta antiga do município. Em 2009, a Prefeitura já havia desapropriado áreas com intuito de agilizar a obra e discutia com o Estado uma possível parceria. Em 2012, após a Prefeitura ter implantado medidas de segurança no trecho de conflito do sistema viário com a ferrovia, foi encaminhado ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) estudo de viabilidade técnica, financeira e ambiental para a construção do viaduto. Em 2018, a Rumo anunciou a parceria para a obra, considerada prioritária pela concessionária.

O projeto elaborado pela Prefeitura compreende intervenções desde a Igreja Matriz, na Vila Real, até a avenida Santana, logo após a ponte do córrego que corta o Parque Chico Mendes. A estrutura terá alças de acesso à Rua Argolino de Moraes, que ficará sob a estrutura.

“Hortolândia tem papel fundamental no projeto de revitalização da Malha Ferroviária Paulista. A cidade reúne elementos que vão desde a adesão do Poder Público ao projeto até a conscientização da sociedade sobre a importância do modal ferroviário, uma vez que o município concentra importantes fabricantes de equipamentos para este segmento”, afirmou o Gerente de Relações Governamentais, Rodrigo Verardino De Stéfani, durante a reunião de novembro.

Com informações da Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook