Primeiro dia do ano é marcado com Ocorrências de Aglomeração em Hortolândia

Equipes da Guarda Municipal e Polícia Militar tiveram muito trabalho durante toda a madrugada do primeiro dia do ano de 2021. Em meio a uma pandemia, muitas pessoas resistiram as regras do Decreto Estadual que proibia aglomeração de pessoas em festas. 

O Jardim Amanda foi campeão em chamadas de ocorrência. Além a aglomeração, moradores relataram perturbação de sossego. Moradores promoveram festas com aglomeração, sem uso de máscaras e com muita música com som alto. 

Por outro lado, os comerciantes obedeceram ao Decreto e não foi registrado Ocorrências de festas clandestinas promovidas por boates, bates, restaurantes ou estabelecimentos de atendimento ao público. Caso fossem flagrados o promotor da festa poderia ser multado em mais de R$10 mil reais. 

Entretanto, muitas pessoas refugiaram em Chácaras na região do Amanda e Monte Mor. A fiscalização não chegou a esses lugares e por isso não se sabe o número de locais que promoveram festas sem autorização. O maior perigo está por vir, pois pessoas infectadas em festas de fim de ano só devem sentir os primeiros sintomas da Covid-19 na próxima semana e até lá outras dezenas de pessoas que terão contato com essas pessoas das festas poderão ser contaminadas.

O pior de tudo é que semanas antes do início da imunização no Estado de São Paulo, muitas pessoas podem morrer a espera de leitos em Hospitais, considerando que em nenhum lugar do mundo, há leitos suficientes para atender a grande demanda de pessoas infectadas, principalmente por irresponsáveis que esqueceram da empatia ao próximo e arriscaram a sua própria vida e dos parentes ao promover festas com aglomeração.

TV HORTOLÂNDIA

Comentários via Facebook