Estacionar na Rua Luiz Camilo de Camargo volta a ser proibido a partir de hoje (07)

Foto: Prefeitura de Hortolândia

Com o fim da campanha de Natal da Prefeitura, “Hortolândia luz que acolhe”, motoristas que circulam pela Região Central precisam estar atentos às mudanças no trânsito. A partir desta quinta-feira (07/01), volta a ser proibido estacionar à esquerda na principal rua do comércio, a Luiz Camilo de Camargo. O alerta é da Secretaria de Mobilidade Urbana.

Em razão da campanha, o estacionamento à esquerda na via havia sido temporariamente liberado no trecho entre a loja Caedu até a Marabraz, ou seja, desde o cruzamento da Rua João Blumer até a Av. Nélson Pereira Bueno. Mas com exceções: continuava proibido estacionar em frente aos pontos de ônibus, onde havia sinalização indicando a parada de coletivos.

A medida, que vigorou de cinco de dezembro de 2020 até esta quarta-feira (06/01), atendeu à demanda dos comerciantes da cidade. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, a ação buscou promover o desenvolvimento do comércio local, afetado pelas restrições de funcionamento surgidas com a pandemia do Coronavírus.

“Hortolândia Luz que acolhe”

A campanha “Hortolândia Luz que acolhe” chegou ao fim nesta quarta-feira (06/01). A ação envolveu as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação; Governo; Educação, Ciência e Tecnologia; Cultura; Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Segurança e Mobilidade Urbana. A medida integrou o plano da Prefeitura para a retomada econômica do munícipio, com responsabilidade no combate à pandemia do Coronavírus.

A campanha, que deixou a cidade mais brilhante e bonita, levou iluminação e decoração especial às três principais ruas de comércio do município: Avenida Brasil, no Jardim Amanda; R. Luiz Camilo de Camargo, na Região Central; e Rua Antônio Fernandes Leite, no Jardim Rosolém. Neste período, o comércio funcionou em horário especial. A ação aconteceu graças à parceria da Prefeitura com a ACIAH (Associação Comercial de Hortolândia).

Com informações da Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook