Professores decidem entrar em greve contra volta às aulas presenciais

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) aprovou  uma greve dos professores contra a volta às aulas presenciais marcada para a próxima segunda-feira (8).

A orientação do sindicato é que ninguém compareça às escolas na segunda-feira. A Apeoesp informou ainda que vai comunicar a Secretaria de Educação e o Governo do Estado de São Paulo sobre a decisão.

De acordo com a dirigente da sub-sede Sumaré/Hortolândia da Apeoesp, Eliane Garcia, houve uma assembleia nesta sexta-feira (5) em que o tema foi debatido e a greve aprovada.

Segundo o sindicato, foram registrados casos de coronavírus em 79 escolas do estado até o momento. Na escola estadual Deputado Eduardo Barnabé, em Campinas, cinco funcionários da gestão foram afastados com Covid-19. Outros dois colégios particulares da cidade também registram casos, no colégio Jaime Krtz, são 39 funcionários e oito estudantes infectados.

As aulas remotas devem ser mantidas, isto é, através de videoconferência e atividades em casa. A pauta da greve inclui ainda o confisco salarial de aposentados e pensionistas da educação, segundo boletim do sindicato.

Comentários via Facebook