Suspeito de matar mulher a marteladas se apresenta a Polícia, mas é liberado

O homem suspeito de matar a mulher a marteladas na noite da última sexta-feira (12 de fevereiro) em Sumaré se apresentou à Polícia nesta segunda-feira (15 de fevereiro). A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), que não informou em qual delegacia o homem esteve. O caso é investigado pelo 3º Distrito Policial (DP) de Sumaré.

Segundo a SSP, o suspeito foi ouvido pela autoridade policial e liberado por não estar em “estado flagrancial”, conforme a lei. Ainda segundo a secretaria, as diligências prosseguem para esclarecimento dos fatos e responsabilização da autoria.

O CASO

Adriany Regina Gomes Pina foi morta com marteladas na cabeça na casa onde morava, na Rua Soraya Gonzales, no Jardim Manchester. Ela tinha 30 anos e o assassinato ocorreu na frente do filho do casal, de apenas 9 anos. A criança foi quem pediu ajuda após ver a mãe ferida.

(Correção: A SSP havia informado inicialmente que o suspeito havia se apresentado nesta terça-feira (16). Na verdade, o homem se apresentou na segunda-feira (15). A informação foi corrigida às 16h36)

Comentários via Facebook