Mulher que matou esposo em Hortolândia é presa

Mulher que ateou fogo no companheiro na última terça-feira (9) em Hortolândia foi presa nessa quinta-feira. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu em um Hospital em Limeira-SP.

Em entrevista à Equipe do programa Cidade Alerta, ela afirmou que não se arrepende e tem motivos para ter feito o crime. O casal tinha um relacionamento conturbado há mais de 10 anos. 

Morreu na noite da última terça-feira (09 de março) o homem que teve o corpo incendiado pela esposa no Jardim Residencial Maria de Lourdes, em Hortolândia. Ele estava internado em uma ala especializada em queimaduras da Santa Casa de Limeira (SP).

A mulher suspeita do crime foi detida no mesmo dia e, em depoimento, disse que era vítima de constantes agressões físicas do homem. O casal morava em uma casa da rua José Aparecido Marçal. A mulher estava presa temporariamente na Cadeia Pública de Monte Mor, mas deve ser transferida outra unidade prisional.

O CASO

Conforme o Boletim de Ocorrência (BO), quando os agentes da Guarda Municipal (GM) chegaram ao local, teriam encontrado a mulher nervosa e o homem agonizando em um sofá no andar superior da casa. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e deu os primeiros socorros até que a vítima fosse transferida para Limeira pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar.

Direto da Redação
TV HORTOLÂNDIA

Comentários via Facebook