Recursos obtidos com multas por aglomeração serão destinados à saúde em Hortolândia

O secretário de governo de Hortolândia, Carlos Augusto César (Cafu), disse em entrevista na segunda-feira (15 de março) que os recursos obtidos com as multas por aglomeração de pessoas e perturbação do sossego serão investidos na saúde da cidade.

“Desde a fase vermelha nós estamos multando e lacrando. As chácaras a gente lacra, multa o dono da chácara e multa o dono da festa. Estamos multando também os carros e motos que estão lá parados. Esse recurso nós vamos colocar todo na saúde. Se essas pessoas têm condições de ficar fazendo festas, fazendo aglomerações, no meio de uma pandemia, eles tem condições de pagar multa sim, e colocar isso na saúde” – disse o secretário.

Segundo os últimos autos de infração publicados em Diário Oficial, as multas estão variando entre R$ 3.544,30 e R$ 7.088,60 (entre 1 mil e 2 mil UFMH – Unidade Fiscal do Município de Hortolândia).

Cafu participou do programa “Ação e Informação”, da TV Hortolândia. Reveja o programa na íntegra:

Comentários via Facebook