Angelo Perugini completaria 66 anos nesta terça-feira (6)

Angelo Perugini completaria 66 anos nesta terça-feira (6).

Perugini estava internado desde o dia 1 de fevereiro, sendo que seu quadro de saúde se agravou ao longo das últimas semanas, com a necessidade de transferência para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na cidade de São Paulo, onde permaneceu intubado, recebendo todos os cuidados médicos possíveis. 

Angelo perugini faleceu no dia 1 de abril, vítima da Covid-19.

Perugini, que completaria 66 anos no próximo dia 6 de abril, deixa três filhas, e um legado de luta incansável em prol de melhores condições de vida para a população hortolandense. Seu carisma e sua fé serão sempre lembrados, com carinho, pelos amigos que fez ao longo da jornada. A Administração Municipal decreta luto oficial de sete dias a partir desta quinta-feira.

Perugini era natural de Jacutinga (MG) e já foi seminarista e professor da rede estadual. Teve a maior parte da sua vida marcada pela atuação política. Em 1988, foi eleito vereador por Sumaré, sendo que seu trabalho e posição de liderança popular contribuíram para que Hortolândia, até então distrito de Sumaré, se emancipasse, em 19 de maio de 1991. Em 1992 e 2000, disputou as eleições para a prefeitura da cidade. Mas foi em 2004 que ele se tornou prefeito de Hortolândia, eleito com 65% dos votos. Quatro anos depois, foi reeleito com 79% de votos válidos.

Nos oito anos em que esteve à frente do Executivo municipal (2005-2012), várias ações ficaram registradas como fruto de seu trabalho. As principais delas são a pavimentação de ruas, com asfalto sem custo ao morador, e a retomada das obras de saneamento básico, por meio da luta por esgoto coletado e tratado. Nesta época, Hortolândia chegou a ser destaque na mídia nacional como “a cidade média que mais cresce no país”, com altos índices de empregabilidade, avanços em infraestrutura urbana e melhora da qualidade de vida da população.

Em 2014, Perugini foi eleito deputado estadual, mas abriu mão do mandato para disputar a Prefeitura de Hortolândia novamente, em 2016. Foi eleito prefeito com 58,20% votos. No ano passado, foi reeleito para seu quarto mandato, com 52,05% num pleito atípico, realizado em meio à pandemia do Coronavírus.

Em março de 2020, criou o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus e neste ano, seu trabalho à frente do Executivo municipal teve como principal foco o combate à COVID-19. O grupo, formado por técnicos de várias áreas da Administração Pública, atua numa força tarefa, coordenando e realizando ações de prevenção e controle à doença. 

Uma das últimas agendas de Perugini com o Comitê foi o recebimento do primeiro lote de vacina contra a COVID-19, que chegou à Hortolândia na noite do dia 20 de janeiro. Perugini acompanhou a equipe da Secretaria de Saúde até a madrugada e, no dia seguinte, logo de manhã, iniciou a distribuição dos imunizantes nas unidades de saúde da cidade. Apesar de estar na linha de frente do combate ao Coronavírus, ele não era profissional da Saúde e aguardou para ser vacinado junto com o público da sua idade. Infelizmente, não deu tempo. A doença contra a qual ele tanto se empenhou para proteger a população o venceu, mas seu legado segue inspirando a todos.

Comentários via Facebook