Com escassez nos medicamentos de intubação, AME de Campinas interrompe novos atendimentos

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Campinas precisou interromper os atendimentos à pacientes com Covid-19. A unidade registra 100% de ocupação de leitos de enfermaria e só possui medicamentos para intubação para pacientes que já estão internados. Desde o dia 25 de março o AME é exclusivo para pacientes com coronavírus de toda a região metropolitana.

A ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) está em 72%. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a suspensão é por tempo indeterminado. A pasta informa que está buscando medidas para abastecer a rede. Ainda segundo a Secretaria, o Governo Federal está sendo cobrado para auxiliar nos serviços de saúde do estado e a última entrega desses medicamentos aconteceu no final de março.

Comentários via Facebook