Golpe de whatsapp faz vítimas em Hortolândia. Saiba como não cair

Durante a pandemia o número de crimes cyberneticos no Brasil cresceu consideravelmente. Bandidos usam contas fakes para simular sequestro e até pedir dinheiro. 

No Jardim Firenze uma mulher ficou desesperada ao receber a ligação de uma pessoa afirmando que a filha dela que mora no Rio de Janeiro tinha sido sequestrada. A Polícia Militar foi acionada e um boletim de ocorrência foi lavrado para tentar identificar os criminosos por meio do número de telefone. Minutos depois, a mulher constatou que a filha estava bem e que tudo era um golpe para tentar tirar dinheiro dela.

Até o Secretário de Governo Cafu Cesar do município de Hortolândia foi alvo da ação dos bandidos. Um usuário fake com a foto do Cafu pediu dinheiro emprestado por meio do aplicativo de mensagem whatsapp. Assessoria de Imprensa da Prefeitura respondeu rapidamente afirmando que o secretário não pede dinheiro emprestado, muito menos para pessoas aleatórias por meio de mensagens no whatsapp.

O número de telefone poderá ser investigado e se for identificado o criminoso pode ser preso. Trata-se de um estelionato aplicado a partir da criação de um falso perfil de WhatsApp, usado para pedir dinheiro a amigos e familiares da vítima. No primeiro semestre de 2020, foram 22.183 casos de golpes comunicados à polícia, maior número para o período desde 2002. Se você receber alguma mensagem desse tipo, não faça nenhuma transferência. Cuide-se para não cair em golpes de criminosos.

Direto da Redação
TV HORTOLÂNDIA 

Comentários via Facebook