Prefeitura de Hortolândia oferece curso gratuito de Libras

Foto: Divulgação/PMH

A inclusão de pessoas com deficiência é um dos objetivos da educação. Para ampliar o cenário de inclusão social, a Prefeitura de Hortolândia abriu 150 vagas para o curso gratuito de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). A iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, destinará 100 vagas para os profissionais da educação da rede municipal e 50 vagas para a comunidade. As inscrições vão até a próxima quinta-feira (22/04). 

Os profissionais da educação interessados devem se inscrever via Google Forms, através deste link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSed6ZKqPCmH0y3zxKJFp25XONnA7s6vcA44k2rTk4tyKjZ8sg/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0. Já a comunidade interessada deve se inscrever por meio deste link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfWIG-HoSaoKWcTT_u7ulmNsnrk56QH12XERXnuokD_6_Z-8w/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0. A lista dos contemplados para participar do curso estará disponível no site da Prefeitura, nos dias 26 e 27 deste mês.

O curso de Libras, com carga horária total de 90h, iniciará no dia quatro de maio, com previsão de encerramento em dezembro. As aulas acontecerão às terças-feiras e quintas-feiras, das 18h20 às 20h20, através da plataforma de interação Google Meet. Os encontros online serão realizados durante o período de isolamento social em razão do Coronavírus, havendo a possibilidade, posteriormente, do curso prosseguir na modalidade presencial, com aulas oferecidas no Centro de Formação dos Profissionais da Educação “Paulo Freire”, localizado na Rua Euclides Pires de Assis, 205, no Remanso Campineiro. O curso será ministrado pelas professoras Elaine Ap. da Silva e Kátia Regina C. Cópia.

Segundo a emenda do curso, o estudo da Língua Brasileira de Sinais proporcionará conhecimento básico sobre a comunicação com as pessoas surdas por meio da compreensão de suas necessidades, aspectos sociais, culturais e educacionais, permitindo integração comunicativa e inclusão escolar e na comunidade.

(Com informações da Prefeitura de Hortolândia)

Comentários via Facebook