Com alta nos casos, Hospital Mário Covas e UPA Rosolém voltam a ter pacientes internados com Covid-19

Foto: Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas

Hortolândia registrou alta no número de pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 nos últimos dias. Com isso, o Hospital Mário Covas e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Rosolém voltaram a ter pacientes internados com a doença. Desde o dia 06 de maio, todos os internados com Covid-19 da cidade estavam na Unidade Respiratória (UR) do Jardim Nova Hortolândia ou em hospitais de outras cidades.

O Hospital Mário Covas não tinha paciente internado com o coronavírus desde o dia 06 de maio, mas recebeu ontem (20) uma pessoa com suspeita ou confirmação da doença. Já a UPA Rosolém não tinha pacientes com suspeita/confirmação do coronavírus desde o dia 20 de abril, hoje são três internados. A UPA do Amanda não registra nenhum paciente internado com suspeita ou confirmação da Covid-19.

Há uma semana atrás, no dia 14 de maio, a cidade tinha 93 pacientes internados. Hoje, dia 21, são 102 internados, sendo que 19 estão na UR, três na UPA Rosolém, um no hospital Mário Covas e 79 internados fora da cidade.

Hortolândia registra 511 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Dos 102 pacientes internados atualmente, 60 são casos positivos e 42 estão em investigação. A situação da saúde da cidade foi alertada ontem pelo secretário adjunto de saúde, o médico Rodrigo Freire:  “Também estamos atravessando problemas com a vacinação, falta de vacinas , ao mesmo tempo que novos grupos são elencados pelo estado como prioritários, exemplo dos motoristas e cobradores de ônibus”.

“Por mais que nos antecipemos aos problemas, a população acaba sofrendo repercussões, e estamos trabalhando para ampliar equipes ,melhorar fluxos e informativos para reduzir os transtornos.Outro ponto de conflito recente foi os contratempos sofridos pela OS [Organização Social] AMG [Associação Metropolitana de Gestão], que refletiu nos serviços prestado, e após rápida ação da administração, a maioria dos problemas estão sendo contornados, e esperamos que na próxima semana os serviços estejam totalmente estabilizados no Hospital, UPAs , Unidade Respiratória e Samu” – completou Freire.

Comentários via Facebook