Bolsonaro é questionado sobre máscara, se irrita e manda repórter “calar a boca”

Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro se irritou e mandou uma jornalista “calar a boca” após ser questionado sobre o uso de máscaras em um evento nesta segunda-feira (21 de junho) em Guaratinguetá (SP). A repórter Laurene Santos, da TV Vanguarda (afiliada da Globo em São José dos Campos) questionou o presidente sobre o uso da máscara.

Bolsonaro então esbravejou: “Para de tocar no assunto. Você quer botar, me botem. Vai botar agora? Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora? Essa Globo é uma m… de imprensa! Vocês são uma porcaria de imprensa! Cala a boca!”

“Vocês são uns canalhas! Vocês fazem um jornalismo canalha! Canalhas que não ajudam em nada, vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira. Vocês não prestam! A Rede Globo não presta! É um péssimo órgão de informação. (…) Você [Laurene] tinha que ter vergonha na cara em se prestar a um serviço porco que é esse que você faz na Rede Globo” – completou Bolsonaro.

Enquanto falava, Bolsonaro tirou a máscara. A deputada Carla Zambelli, que participava do evento, repetiu a ação.

A TV Vanguarda emitiu uma nota de repúdio, lamentando o ocorrido: “A Rede Vanguarda se solidariza com a repórter Laurene Santos, que estava apenas fazendo seu trabalho e repudia a postura do presidente Jair Bolsonaro, que tirou a máscara durante a entrevista, para agredir verbalmente com palavrões a jornalista e a Rede Globo.

Comentários via Facebook