Bosque dos Jequitibás trata aves feridas por tiros de chumbinho e linhas de pipa

Três aves feridas estão sendo tratadas no Bosque dos Jequitibás, em Campinas. Dentre as aves, estão um gavião carcará, um cauda-branca e uma coruja orelhuda, que foram levadas pela Polícia Ambiental pois haviam sido feridas por linha de cerol e tiros de chumbinho.

As aves passaram por atendimento veterinário em clínicas de parceiros voluntários do bosque, e estão em processo de reabilitação. Segundo o veterinário do Bosque, Douglas Presotto, os dois gaviões chegaram com lesões e fratura nas asas.

Um deles havia sido atingido por um tiro de chumbinho, e o outro, tudo indica que se machucou devido a uma linha de pipa com cerol. Os dois passaram por cirurgia, e agora estão em reabilitação no Setor Extra do Bosque, e devem ser soltos nas próximas semanas.

O veterinário também afirmou que a coruja orelhuda estava desnutrida e com um ferimento grave na asa, que possivelmente também foi causado por cerol de pipa. Ela passou por cirurgia e precisou ter a asa amputada. Neste caso, a ave não tem mais condições de ser solta à natureza, e deve passar o resto da vida em cativeiro.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Eduardo Lopes/Prefeitura de Campinas

Comentários via Facebook