Hospital Ouro Verde, em Campinas, converte 20 leitos Covid para outras doenças

O Hospital Ouro Verde converteu nesta quinta-feira, 2 de setembro, 20 leitos de enfermaria Covid para pacientes clínicos com outras doenças. Os leitos já estão disponíveis para a central de regulação do Município, para a internação de pacientes com patologias neurológicas e de clínica médica.

Com essa mudança, a Rede Mário Gatti, que tem 163 leitos de enfermaria para pacientes não Covid, passa a contar agora com 183. No dia 9 de setembro, 30 leitos de UTI Covid do Hospital Municipal Mário Gatti serão desativados e, no local, instalados 30 de enfermaria cirúrgica.

No Hospital Ouro Verde a conversão ampliou a oferta de leitos de enfermaria para pacientes não Covid dos atuais 79 para 99. Os pacientes neurológicos, segundo a diretora técnica do hospital, Cynthia Herrera, estavam provisoriamente internados dentro da enfermaria de cirurgia e já foram transferidos para a nova ala.

“Assim, ampliamos o número de leitos disponíveis para a regulação para internação de pacientes submetidos à cirurgia”, disse. Essa enfermaria passa a contar com 50 leitos e a clínica, 49.

A reestruturação de leitos na Rede Mário Gatti ocorre em função de uma melhora nos indicadores da pandemia, especialmente de internações. Para pacientes com Covid a Rede tem atualmente 90 leitos de UTI e 130 de enfermaria e passará a contar com 60 de UTI e 86 de enfermarias. 

Com as reversões programadas, haverá importante ampliação de leitos de enfermaria para receber pacientes com outras patologias na Rede Mário Gatti, dos atuais 163 para 213. 

Por Prefeitura de Campinas
Foto: Prefeitura de Campinas/Arquivo

Comentários via Facebook