COVID-19: Pessoas que recusarem imunizante não serão mais punidas

Nesta quarta-feira (6) a Prefeitura de Campinas suspendeu as punições que vigoravam contra moradores que recusassem o imunizante disponibilizado no dia da vacinação, bem como a pessoas que faltavam na data agendada e não davam justificativa.

A punição foi revogada pelo Executivo, e foi publicada no Diário Oficial. No período em que a regra vigorou, 588 pessoas foram bloqueadas por recusarem o imunizante e foram movidos para o final da fila. Em caso de falta injustificada a suspensão era de 30 dias.

Segundo a Prefeitura, a decisão de não punir mais os ‘sommeliers de vacina’ partiu do fato de mais de 90% da população já ter sido imunizada com pelo menos uma dose, além do baixo número de recusas.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Arquivo/PMC

Comentários via Facebook