Idoso de 70 anos é assassinado a pancadas em Sumaré

Na manhã de hoje (11), um idoso de 70 anos, vigilante de uma indústria têxtil foi assassinado no Jardim Marchissolo, em Sumaré. O homem faleceu no local em que morava e trabalhava.

Segundo a Polícia Militar, a equipe teria sido acionada por volta das 5h da manhã. Ao chegar no local, o idoso ainda estava com vida, mas morreu durante os procedimentos médicos realizados pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com os oficiais, o corpo da vítima tinha sinais de violência extrema e muito sangue, evidenciando o uso de um “instrumento contundente” para aplicar pancadas na vítima, o que o levou a morte por traumatismo craniano.

O proprietário da fábrica informou que a vítima tinha uma relação muito próxima a uma mulher de 44 anos, suspeita de ter cometido o crime. Segundo testemunhas, ambos consumiam bebidas juntos, e era comum que a mulher agredisse o idoso após divergências.

Próximo ao corpo, a perícia encontrou uma bituca de cigarro da mesma marca que a mulher consumia e um par de brincos, que foram reconhecidos pelo marido da indiciada, e apreendidos para investigação. O marido da suspeita também informou que a mulher saiu na noite anterior ao crime, após discussão, e retornou apenas de madrugada, sem informar onde esteve.

Diante dos fatos, ambos foram encaminhados ao Plantão Policial de Sumaré, onde a mulher assumiu a autoria do crime, e acusou a vítima de tentativa de estupro, alegando legítima defesa. O delegado tomou as providências cabíveis, porém a ocorrência ainda está em andamento. A vítima tinha duas filhas e um filho, que reconheceu o corpo.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação/ Polícia Militar Do Estado de São Paulo

Comentários via Facebook