Polícia pede prisão do motorista que atropelou motoboy no Taquaral, em Campinas

A Polícia pediu a prisão preventiva do motorista da Mitsubishi Pajero que atropelou um motociclista no último domingo (21) no Taquaral, em Campinas. O pedido de prisão foi feito ainda no domingo e aceito na segunda-feira (22). O motorista é considerado foragido.

O caso é investigado pelo 4º Distrito Policial (DP) da cidade. Um segundo motociclista, que não tinha relação com a confusão, também foi atropelado por uma Toyota Hilux. Ele sofreu fraturas expostas e perda parcial dos dentes.

ENTENDA O CASO

O desentendimento se iniciou na Av. Almeida Garret, onde um entregador e o motorista de uma Mitsubishi Pajero discutiam, quando o motociclista atingiu o condutor com o capacete e foi embora.

O motorista do carro perseguiu o motoqueiro e o atropelou, derrubando-o da moto. Após isso, tentou atingir o homem novamente diversas vezes, e não parou mesmo após atingir um poste de energia elétrica. Em seguida ele desce do carro e ambas as partes começam a trocar socos na calçada, até que o motoboy conseguiu fugir e se juntou com outros motociclistas que aguardavam próximos a uma churrascaria. Foi quando outro veículo, uma Toyota Hilux apareceu e tentou atropelar os motoboys que estavam parados, atingindo também carros que estavam estacionados, árvores e um muro.

Neste momento um dos motociclistas que estavam aguardando uma entrega foi atingido. Ele foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e precisou ser levado para o Hospital das Clínicas da Unicamp em estado grave, com fraturas nas pernas e o ombro. O homem que foi atropelado tinha 36 anos e não havia participado da briga, já o motorista do veículo que causou o acidente fugiu em seguida. A Polícia Civil está investigando o caso em tentativa de encontrar o responsável.

Comentários via Facebook