Febre Maculosa: Prefeitura de Hortolândia toma providências após morte de criança de 7 anos

A Prefeitura de Hortolândia emitiu uma nota explicando os cuidados que a população deve ter para evitar o contágio da Febre Maculosa. A medida foi tomada um dia depois da causa da morte de uma criança de 7 anos ser confirmada.

A vítima havia sido internada no Hospital Mário Covas antes de ser transferida para o Hospital Estadual de Sumaré, onde passou por uma tomografia. O quadro evoluiu e a criança faleceu no dia 3 de novembro, porém a causa da morte ainda estava sob investigação.

De acordo com a Prefeitura, a população deve evitar transitar em lugares que tenham infestações de carrapatos, já que o animal é transmissor da doença. Placas e avisos estão sendo colocados nas regiões conhecidas pela alta concentração de carrapatos.

Apesar de começar com sintomas leves, similares aos de uma gripe, a Febre Maculosa avança rapidamente, provocando febre alta, calafrios, fortes dores em diversas regiões do corpo, diarreia e vômito – e pode levar à morte caso não seja tratada.

“A população deve ficar atenta com o aparecimento dos primeiros sintomas e procurar a unidade de saúde mais próxima de onde mora”, alerta Evandro Alves Cardoso, veterinário da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), da Secretaria de Saúde.

Caso seja necessário passar pelos locais de risco, a Prefeitura indica o uso de roupas claras (para facilitar a visualização dos animais) e que cubram o corpo, principalmente as pernas, além do uso de botas de cano alto.

Alguns animais como cavalos, bois, capivaras são hospedeiros do carrapato, e a indicação é de manter distância dos animais se possível. No caso de animais de estimação, a recomendação é dar banhos regularmente e o uso de carrapaticidas.

Vale lembrar que no caso de cães, os carrapatos que parasitam esses animais são de uma espécie diferente, e que não transmite febre maculosa – entretanto, podem transmitir doenças graves para os animais.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação/Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook