Hortolândia: Organização criminosa é indiciada pela PF por desvios de R$40 milhões da saúde

A PF (Polícia Federal) indiciou hoje (22) um total de 27 pessoas pelo desvio de R$ 40 milhões que seriam destinados à saúde. Uma organização social era utilizada para desviar o dinheiro, atuando nos municípios de Hortolândia, Itapecerica da Serra, Cajamar, São Vicente e Embu das Artes.

Dois médicos foram presos preventivamente e outros dois estão foragidos da justiça. Os acusados tentaram solicitar habeas corpus, mas os pedidos foram negados pelo Superior Tribunal de Justiça.

A Operação Contágio está investigando os crimes da organização, entre eles lavagem de dinheiro, superfaturamento, falsidade ideológica, fraude em licitações e desvio de recursos públicos. O relatório completo da Polícia Federal ultrapassa 200 páginas.

Além de um veterinário que comandava a organização, diversos médicos e até um guarda civil municipal estavam envolvidos no esquema. Além de uma alta quantia em dinheiro, a operação apreendeu uma lancha e vários veículos e imóveis de luxo.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Comentários via Facebook