Implantação da Zona Azul Digital moderniza estacionamento rotativo

O processo de utilização do estacionamento rotativo pago agora é feito diretamente pelo smartphone. O prefeito Dário Saadi lançou nesta quinta-feira, dia 10 de março, a Zona Azul Digital, implantada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). O novo sistema permite múltiplas formas de pagamento e proporciona maior rotatividade das vagas, democratizando o uso do espaço público. A migração para as plataformas digitais marca a modernização do sistema, implantado na década de 1990.  

O atual talonário de papel será extinto, dando lugar aos cartões digitais, que devem ser adquiridos pelo aplicativo da Emdec ou na rede credenciada. A população poderá utilizar os talões de papel remanescentes até o dia 9 de abril, ou seja, por mais um mês, quando perderão a validade.   

Realizada na Sala Azul do Paço Municipal e transmitida por live, a cerimônia de lançamento contou com a presença do presidente da Emdec, Vinicius Riverete; do secretário municipal de Transportes, Fernando de Caires; e da diretora de Projetos Estratégicos e Cidade Inteligente da Emdec, Mariana Savedra Pfitzner. Também compôs a mesa o vereador Otto Alejandro, presidente da Comissão de Mobilidade Urbana e Planejamento Viário da Câmara Municipal de Campinas. 

 

Facilidade

Além de possibilitar a ativação da vaga de forma 100% digital, a nova Zona Azul traz mais comodidade para o usuário na hora de adquirir o cartão digital. As formas de pagamento são cartão de crédito, cartão de débito, Pix ou boleto bancário. Outros benefícios são o maior controle sobre a venda, o incentivo à correta utilização dos espaços e a prevenção de fraudes. 

Ressalto a importância desta modernização, que busca evitar fraudes e facilitar a vida do cidadão”, declarou o prefeito Dário Saadi. 

Segundo o presidente da Emdec, a Zona Azul Digital era muito esperada pelos munícipes. “O sistema vai ajudar principalmente o usuário do Centro, acabando com uma série de irregularidades que existem. Também trará recursos para investirmos cada vez mais no trânsito da cidade”, comentou Riverete. 

Já o secretário municipal de Transportes, Fernando de Caires, destacou a conveniência da inovação: “A tecnologia nunca é um fim em si mesma. É sempre um meio para poder dar mais agilidade às pessoas. A Zona Azul Digital foca na rotatividade”. 

O novo sistema abrange a operação das 1,8 mil vagas distribuídas entre a região central e o Jardim Guanabara. Não haverá ampliação do número de vagas. Apesar da mudança para o sistema virtual, o valor da tarifa de estacionamento foi mantido em R$ 4,00 (fixo). 

O edital de licitação da Zona Azul Digital foi publicado em agosto de 2021. No mês seguinte, a Emdec firmou contrato com a empresa G2 Empreendimentos e Logística para fornecimento da solução tecnológica. O valor do contrato é de R$ 743 mil, com vigência de 24 meses. A operação e a gestão da Zona Azul Digital serão realizadas pela própria Emdec.

A apresentação sobre os detalhes da Zona Azul Digital foi realizada por Mariana Savedra e pela assessora de diretoria da Emdec, Karlise Klafke Baldoni.

 

Fiscalização: tecnologia amplia rotatividade das vagas 

A rotatividade do uso das vagas será ampliada por meio de reforço na fiscalização. Além do monitoramento realizado pelos agentes da Mobilidade Urbana, que recentemente passaram a atuar de bicicletas, a Zona Azul Digital contará com fiscalização por veículo equipado com câmeras OCR (Optical Character Recognition – Reconhecimento Óptico de Caracteres). O veículo terá agentes da Mobilidade Urbana embarcados.  

O OCR é uma tecnologia que permite a captação de imagem e a leitura da placa dos veículos estacionados nas vagas rotativas. O sistema indica os veículos estacionados irregularmente, ao agente da Mobilidade, que terá autonomia para aplicar penalidades. O veículo é exclusivo para a fiscalização do estacionamento rotativo e circulará em baixa velocidade, nos mesmos dias e horários de vigência do estacionamento rotativo. 

 

Como adquirir e utilizar o cartão digital  

A nova ferramenta já está disponível no aplicativo da Emdec, na opção “Zona Azul Digital”. No primeiro acesso, é necessário realizar um breve cadastro, informando nome completo, CPF ou CNPJ, data de nascimento, telefone e e-mail. Para os próximos acessos, basta informar o CPF/CNPJ e a senha cadastrada.  

Para cadastrar um veículo, basta acessar “Novo Veículo”, informando placa e modelo. Cada usuário poderá cadastrar até cinco veículos, como forma de evitar fraudes. A aquisição dos talões digitais é feita na opção “Comprar Créditos”. Basta indicar o valor desejado e escolher o modo de pagamento.  

Para ativar o cartão digital e utilizar a vaga, o caminho é clicar sobre o veículo cadastrado ou na opção “Ativar Cartão Digital” e confirmar no botão “Estacionar”. A contagem do período de estacionamento tem início após a confirmação e o pagamento. O tempo de permanência na vaga, que pode ser de 1, 2 ou 5 horas, é determinado pelo local e região. 

O sistema também disponibiliza a consulta do extrato de utilização, relação dos pontos de venda credenciados e visualização georreferenciada das vagas existentes, assim como do tempo de permanência permitido em cada região.  

Quem não utiliza celular ou estiver sem bateria poderá adquirir os cartões digitais em um dos estabelecimentos credenciados, que contam com máquinas portáteis. Basta informar a placa do veículo e fazer o pagamento, e o uso da vaga estará liberado, sem que o motorista precise retornar ao veículo.  

Nos pontos credenciados, também será possível realizar o primeiro cadastro para utilizar o sistema da Zona Azul Digital, informando CPF e senha. A Emdec está recebendo, até o dia 18 de março, inscrições de estabelecimentos interessados em compor a rede credenciada.  

Ao estacionar o veículo, é importante que os usuários fiquem atentos ao tempo de permanência indicado na placa de sinalização, já que essa informação não está disponível no momento da ativação das vagas.  

Estacionar de forma irregular nas vagas regulamentadas, sem habilitar o cartão da Zona Azul Digital, é infração grave, sujeita ao registro de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação, multa no valor de R$ 195,23 e remoção do veículo ao Pátio Municipal.  

Confira todas as informações sobre a Zona Azul Digital no site da Emdec, em “Trânsito”, “Zona Azul Digital”.

Comentários via Facebook