Hortolândia recebe frentes sindicais e lança programa nacional contra fome

Movimentos sindicais se uniram na noite nesta segunda-feira (14) na Chácara Vitória, em Hortolândia para discutir mobilizações contra a fome, carestia, desemprego e problemas de mobilidade urbana em todo o Estado de São Paulo.

Estiveram presentes CUT, Força Sindical, UGT, CTB e MST, apresentando o Calendário de Lutas 2022 de forma unitária. O calendário é responsável por apontar as iniciativas conjuntas das entidades no primeiro semestre deste ano.

O objetivo principal destas frentes sindicais é denunciar, cobrar soluções e apresentar propostas que venham a melhorar a qualidade de vida da população. Lideranças políticas, incluindo o prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, o ex-prefeito de Campinas Jonas Donizette e o presidente estadual do PT, Luiz Marinho também compareceram ao evento.

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann e o ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad também foram convidados a discutir sobre as iniciativas de mobilização dos partidos para “enfrentar o caos que
se instalou no Brasil desde janeiro de 2019, conjuntura essa agravada pela
incompetência do governo federal”, palavras da liderança do evento.

Em relação às lutas, destacam-se as contra a fome, que atinge 19 milhões de brasileiros, o desemprego, que hoje chega a 28,3 milhões de pessoas se considerarmos os índices de subocupação (bicos), e o debate em relação à mobilidade urbana, visto que as 56 milhões de pessoas que utilizam ônibus podem ser afetadas pelo recente aumento dos combustíveis, impostos pelo governo federal.

Direto da Redação }
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: TV Hortolândia

Comentários via Facebook