Hortolândia diminui em mais da 50% registros de acidentes de trânsito nas vias mais movimentadas da cidade

Ações da Prefeitura, desde 2017, contribuem para queda nos números
 
Com a criação da Secretaria de Mobilidade Urbana da Prefeitura de Hortolândia em 2017, o número de acidentes viários na cidade registra quedas expressivas, ano após ano. Os dados computados internamente seja por equipes da Administração Municipal ou pelo Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), apontam índices cada vez menores nas ruas localizadas dentro da cidade ou nas rodovias que passam por Hortolândia. Durante os encontros para revisão e atualização do Plano de Mobilidade Urbana realizada, durante esta semana, com a participação do Grupo de Segurança Viária,  foram apresentados mais estudos que comprovam a melhoria da segurança viária no município.
 
De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o número de acidentes nas ruas e avenidas mais movimentadas da cidade caiu mais da metade na comparação de 2017, ano de criação da secretaria, com o ano passado. A avenida Santana (Jd. Amanda) registrou 63 acidentes em 2017 enquanto em 2021 foram 32. Já na avenida Olívio Franceschini (Região Central), foram 39 acidentes em 2017 e, no ano passado, foram registrados 18. A avenida Brasil (Jd. Amanda0 registrou 38 acidentes em 2017 e 16 em 2021. Já na avenida da Emancipação (Região do Jd. Santa Clara do Lago), foram 43 em 2017 e  8 em 2021. Na avenida São Francisco de Assis (Região do Jd. Nova Hortolândia) foram 23 acidentes em 2017 e, em 2021, 6 registros. A avenida Anhanguera (Região do Jd. Nova Hortolândia)  também registrou queda. Foram 8 acidentes em 2017 e 6 em 2021. A rua Osvaldo Ribeiro Carrilho (Jd. Minda) teve 6 acidentes em 2017 e 5 em 2021.
 
“Estas ruas e avenidas são importantes ligações para bairros da cidade e até mesmo para outras cidades, como Sumaré, por exemplo, registrando um grande número de motoristas circulando por elas todos os dias, principalmente nos horários de pico, nos dois sentidos. Esta queda no número de acidente mostra que as ações de segurança viária realizadas desde 2017 estão surtindo os efeitos desejados. Cada acidente a menos em nossas vias deve ser comemorado. Continuaremos as ações para, quem sabe, zerar os acidentes em Hortolândia preservando, cada vez mais, a vida de nossos cidadãos”, explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.  
 
META DA ONU CUMPRIDA EM HORTOLÂNDIA
Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, além dos acidentes, também desde 2017. Hortolândia diminui o número de vítimas causadas por colisões no trânsito. Na comparação entre 2017 e 2021, houve uma redução de 79% nos acidentes com vítmias nas ruas e avenidas dentro dos limites do município. Com isso, a cidade cumpre a meta estipulada pela ONU (Organizações das Nações Unidas)  na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, regulamentada pela instituição  apontando que até 2030, governos de todo o planeta devem tomar novas medidas para prevenir os acidentes com vítimas.
 
REVISÃO DO PLANO DE MOBILIDADE URBANA
O desenvolvimento do Plano de Mobilidade Urbana para os municípios é Lei Nacional. A criação dele, contribui com o desenvolvimento de toda a cidade. Os encontros para a revisão do Plano de Hortolândia,  acontecem até o dia 31 deste mês, no Centro de Formação dos Profissionais em Educação Paulo Freire, localizado no bairro Remanso Campineiro. 
São abordados temas como a implantação do futuro pátio de veículos da cidade, que está em licitação; a continuação da reestruturação do transporte urbano municipal; e os trabalhos para que a cidade fique ainda mais ciclável, tudo isso, aliado à participação popular. 
“Já realizamos dois encontros de uma série de cinco com estes grupos e, na terça-feira (29/03), mais uma etapa será realizada. O debate continua para o desenvolvimento de ações que contribuam com a mobilidade urbana de Hortolândia”, comenta Pereira.
 
AÇÕES QUE SALVAM VIDAS
Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura realiza uma série de ações, que vão de atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito da cidade. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro de 2019. Além disso, a cidade recebe, periodicamente, um mutirão de Tapa-Buraco em todas as regiões. Outra medida importante é a instalação dos painéis eletrônicos informativos nos portais de entrada e saída da cidade e investimentos na malha cicloviária.
Comentários via Facebook