Poesia erótica causa polêmica devido a presença de crianças em Hortolândia

Em um vídeo publicado nas redes sociais, é possível ver algumas crianças ouvindo uma poesia erótica que foi escrita pela poetiza Luz. O evento foi promovido pela prefeitura de Hortolândia e aconteceu por volta das 19h desta segunda-feira (4).

O evento causou polêmica entre os moradores da cidade que comentaram no vídeo repudiando a poesia, descrevendo a situação como “porcaria” e “ridícula”, outra internauta questiona o que é cultura hoje em dia.

A poetiza Luz se apresenta como desenhista e escritora da arte erótica, e caracteriza sua poesia como “quase gospel”. No vídeo, é possível ouvir algumas frases de duplo sentido, “escrevo sobre fodas e fatos, mas não me põe cabresto, porque senão eu te ponho de quatro”, já em outro trecho “tire minha calcinha com a boca e lamba todas as palavras sobre minha pele”.

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Hortolândia, Paulão (PL), enviou uma nota repudiando o evento. Confira a nota na íntegra:

“O presidente da Câmara de Hortolândia, o vereador Paulo Pereira Filho, o Paulão (PL), vem a público declarar seu repúdio a apresentação da poetiza Luz em evento “Parada Poética” realizado na noite de ontem (04 de abril) no Centro de Memória Professor Leovigildo Duarte Junior,.

O evento estava lotado de famílias e crianças pequenas e a poetiza em questão apresentou um poema de cunho sexual. O presidente não é contra o evento “Parada Poética” e entende que deve ser reeditado, mas a atitude da poetiza foi uma aberração, triste de ser visto, e o evento não era local para este tipo de apresentação. Essa posição não se trata de censura e sim de respeito a quase totalidade das famílias hortolandenses.

Nossas crianças precisam ser protegidas e não expostas a situações de cunho sexual tão cedo. Os casos de pedofilia e abusos de crianças e adolescentes são noticiados quase que diariamente pelos meios de comunicação. Por isso temos que preservar, ao máximo, nossas crianças.”

Comentários via Facebook