Supostos nazistas atiram contra pessoas em bares de Campinas e Paulínia

Um grupo armado e com suásticas atacou negros em um bar próximo à Unicamp, no bairro Barão Geraldo, em Campinas. O grupo foi então para Paulínia, onde atiraram em pessoas em um bar da cidade, duas pessoas foram baleadas. O crime aconteceu na noite da última sexta-feira (6) mas só foi confirmado ontem (09) pela Guarda Municipal de Paulina.

Segundo a Guarda, o grupo saiu do Bar do Ademar e percorreu o bairro Real Parque até Paulínia, onde se dirigiram a um bar e atiraram em duas pessoas, uma na barriga e outra no pé e na mão direita. Depois disso, o grupo foi para um terceiro bar, ainda em Paulínia, mas perderam a arma e, mesmo assim, continuaram a insultar os moradores.

Posteriormente, a GM, que foi acionada após o tiroteio, correu até o local e prendeu os suspeitos, que estavam sendo segurado por pessoas que aguardavam a chegada dos guardas.

Um dos infratores foi detido e levado ao hospital para tratamento, pois havia levado alguns socos. O segundo foi liberado. A arma está registrada e legalizada.

A polícia de Campinas está investigando o caso, mas não conseguiu confirmar se o caso de Barão Geraldo tinha relação direta com os acontecimentos em Paulínia.

Comentários via Facebook