Empresa de equipamentos médicos investe R$ 5 milhões em Hortolândia

Empresa do ramo de manutenção e equipamentos médicos vai se instalar na região das Chácaras Coelho e deve empregar cerca de 50 pessoas

Hortolândia receberá investimentos na ordem de R$ 5 milhões com a chegada da Vitaltec, empresa do ramo de equipamentos médicos. O anúncio, que gerará cerca de 50 empregos diretos, foi oficializado nesta quarta-feira (1° de junho) em reunião no gabinete do prefeito José Nazareno Zezé Gomes.
Acompanhado do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, João Pereira, o prefeito hortolandense recebeu o engenheiro clínico e empresário Eduardo Migliaccio. Durante o encontro, o empresário confirmou a transferência de suas instalações para Hortolândia em um barracão com cerca de 700 metros quadrados, localizado na região das Chácaras Coelho. “Ficamos extremamente felizes com mais esse anúncio para a nossa cidade. Todo investimento, ainda mais neste volume de recursos, é sempre muito bem vindo. A chegada da empresa significa a geração de novos postos de trabalho e geração de renda para o nosso povo. Inclusive, já colocamos à disposição da Vitaltec o nosso PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), auxiliando a empresa na captação de candidatos”, afirmou o prefeito.
De acordo com o empresário, Hortolândia foi a cidade escolhida para centralizar as operações da empresa no Estado de São Paulo. Há mais de 15 anos no mercado, a Vitaltec atua com software de última geração para gestão e acompanhamento em tempo real de manutenção de dispositivos médicos. “Nosso grande objetivo era centralizar as nossas operações e encontramos em Hortolândia condições ideais para que pudéssemos realizar esse importante investimento. A cidade conta com grandes viários e uma localização privilegiada, o que vai contribuir diretamente com a nossa logística”, destacou Migliaccio.
A nova sede da Vitaltec segue em obras de reforma e adaptações do espaço interno e deve entrar em operação no município dentro de algumas semanas.

Comentários via Facebook