Para evitar acidentes, Prefeitura realiza mutirão de poda de galho das árvores próximo à SP-101

Ação contribui com segurança viária e da população em movimentado trecho de Hortolândia

A poda dos galhos das árvores, além de contribuir com a limpeza da cidade, é importante para evitar acidentes de trânsito e problemas, por exemplo, com a fiação dos postes de energia elétrica da cidade. Nesta quarta-feira (13/07), um mutirão do serviço foi realizado pela Prefeitura de Hortolândia em uma área verde localizada na avenida João Coelho, na ponte que passa sobre a Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP), próximo ao Posto de Combustível ABBA, no bairro Chácaras Fazenda Coelho. Além dos galhos, algumas árvores que apresentavam riscos também foram removidas.

“O trabalho contribui com a segurança viária, da população em geral, evita outros acidentes e mantém a cidade limpa. Outras ações de poda do mato e limpeza também aconteceram, nesta quarta-feira, em outras regiões de Hortolândia. Os canteiros centrais da avenida da Emancipação, Thereza Ana Cecon Breda e São Francisco de Assis foram contemplados com o serviço. Estas e outras ações continuam, diariamente, em diferentes bairros. Pedimos também que a população não descarte lixo, entulho e outras materiais nestas áreas públicas. O crime ambiental ajuda no surgimento de focos de queimadas e incêndio nesta época do ano”, explica o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Marcos Panício, o Mercadão.

Colaboração para manter a cidade limpa

A Prefeitura salienta que o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas é crime sujeito a multa. Com o tempo seco, a ação contribui para o surgimento de focos de queimadas e incêndio. De acordo com o setor de fiscalização ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o valor da multa varia de 25 a 10.000 UFMH (Unidade Fiscal Municipal de Hortolândia, que neste ano é de R$ 4,0941), de acordo com a lei municipal Nº 873, de 2001 (Código de Posturas). Já o valor da multa para descarte irregular em terreno particular também varia de 25 a 10.000 UFMHs. 

A população pode fazer denúncias sobre descarte irregular de resíduos na cidade por meio do aplicativo Agenda Verde, que pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store do celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Comentários via Facebook