Uso de máscaras deixa de ser obrigatório nos prédios públicos da Prefeitura de Hortolândia

Uso da máscara de proteção também deixa de ser obrigatório nas escolas municipais hortolandenses

A Prefeitura de Hortolândia anunciou nesta quinta-feira (11/308), a flexibilização do uso de máscaras de proteção facial em todos os prédios públicos municipais, inclusive na rede municipal de ensino e no transporte público, com exceção das unidades de saúde (UBS, UPA e Hospital).


O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Município. O uso agora torna-se opcional, sendo recomendado nos meios de transporte coletivo de passageiros, pontos de embarque e desembarque e para pessoas que apresentem sintomas (tosse, dor de garganta, febre, coriza) de doenças respiratórias, como gripe e resfriado. A Administração também recomenda uso de máscaras para a parcela da população de maior risco de complicações por doenças respiratórias.

Além disso, o decreto mantém o uso obrigatório de máscaras por pacientes, profissionais e prestadores de serviço em unidades de saúde, clínicas e hospitais de Hortolândia.


A decisão pela flexibilização nos espaços públicos foi baseada em análises da redução do número de casos positivos da Covid-19 no município. Foi levada em consideração o alto índice de vacinação. Até o momento, mais de 556 mil doses de vacinas foram aplicadas no município, com cerca de 200 mil pessoas com duas doses e mais de 117 mil habitantes com a terceira dose de reforço. A Prefeitura ressalta a importância de as pessoas completarem o esquema vacinal, por meio das doses de reforço.


Em relação aos casos de internação, apenas três pacientes se encontram em tratamento no município, todos eles em enfermaria.

Imagem e informações: Prefeitura de Hortolândia

Comentários via Facebook