Justiça mantem prisão de vereadores e assessor suspeitos de fazer ‘rachadinha’

Os vereadores Enoque Leal Moura (MDB) e Marcia Cristina Campos (PSB), e o assessor parlamentar Isaac Santos Souza, tiveram a prisão preventiva mantida após audiência de custódia realizada no início da tarde desta quinta-feira (18). Eles são acusados de desviar salário de assessores, conhecido popularmente como ‘rachadinha’. 

Segundo o Ministério Público, Enoque teria exigido ‘rachadinha’ de alguns de seus assessores, entre eles o Isaac. Porém, o advogado do vereador afirmou em coletiva de imprensa que o caso se trata apenas de um empréstimo ao assessor, que foi pago, seguindo todas as leis. 

Já o caso de Márcia, ela teria exigido que os assessores fizessem depósitos em contas bancárias da ONG, Cão Feliz, na qual ela é proprietária. Foram feitos ao menos 15 depósitos de assessores da vereadora na conta da ONG. 

O caso segue em investigação e o juiz deve julgar nos próximos meses, com base no inquérito do MP, se os três acusados cometeram os crimes.

Comentários via Facebook