Frio pode ter provocado a morte de morador de rua em São Paulo

Uma pessoa em situação de rua foi encontrada morta neste sábado (20), na cidade de São Paulo, provavelmente por causa do frio. Mas a causa da morte ainda está em investigação. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e também pelo padre Julio Lancellotti, que desenvolve um trabalho com a população em situação de rua.

Em suas redes sociais, o padre informou que o morador de rua tinha 47 anos e a suspeita é de que a morte tenha sido provocada por hipotermia.

A prefeitura de São Paulo informou que orientadores socioeducativos do Serviço Especializado de Abordagem Social chegaram a atender uma pessoa em situação de rua por volta da meia-noite na Rua Carneiro da Cunha, na região da Saúde, zona sul paulistana. No entanto, o homem não aceitou ser acolhido para um abrigo. Mais tarde, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para o local e constatou a morte da vítima, que estava sem identificação.

A madrugada deste sábado foi de muito frio em São Paulo. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), a temperatura média registrada foi de 9o C, mas a sensação térmica alcançou 3o C. Desde sexta-feira (19), a Defesa Civil colocou a cidade em alerta para baixas temperaturas.

A secretaria informou que entre as 18h de sexta-feira até as 5h de sábado encaminhou 268 pessoas para os serviços de acolhimento da rede socioassistencial e distribuiu 110 cobertores.

Edição: Fernanda Cruz/Agência Brasil
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Comentários via Facebook