GREVE: Professores universitários pedem reajuste salarial e podem parar a partir do dia 5

O Sinpro (Sindicato dos Professores) de Campinas e Região anunciou nesta quarta-feira que os professores do ensino superior privado estão exigindo um reajuste salarial de 10,57% – caso a decisão não seja respeitada, a categoria pode iniciar uma greve a partir do próximo dia 5 de setembro.

A maior parte dos docentes recebe em média R$ 30 por aula ministrada. O sindicato está aguardando a adesão da maior parte dos profissionais de 200 universidades da região. De acordo com o órgão, a pandemia dificultou a negociação de reajustes salariais acima da inflação, que vêm devastando o poder de compra de milhões de brasileiros, incluindo a categoria.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação

Comentários via Facebook